Início » Estudo Bíblico » Estudo sobre o Pecado

Estudo sobre o Pecado

O pecado se constitui na prática da desobediência a todos os conselhos e ordenanças dadas por Deus, por amor, para o ser humano (1ª João 3.4).

Deus não compactua com o pecado e orienta que os seus filhos “sejam santos em todas as atitudes porque Ele é santo” (1ª Pedro 1.15-16).

Estudo sobre Pecado

O pecado original e o pecado pessoal

O pecado veio ao mundo através da desobediência e consequente queda de Adão e Eva no principio de todas as coisas e pelo pecado veio à morte (Gênesis 3).

O pecado original se caracteriza a corrupção da natureza de todos os seres humanos, ou como muitos preferem conceituar, de todos os descendentes de Adão (Romanos 5.12). O ser humano já nasce com sua “natureza caída” (Salmos 51.5; Romanos 3.23), a saber, contrário a Deus, sem vida espiritual e inclinada ao mal/pecado continuamente (Marcos 7.21-23), por isso que todo mundo precisa de um Salvador (João 8.34-36). Jesus é o salvador de todos.

O pecado pessoal constitui na vontade voluntária de transgredir as leis de Deus que já lhe são conhecidas (1ª João 2.4), diferentemente do pecado original que constitui na propensão herdada para pecar, na qual ninguém é responsável até o momento em que negligencia e não aceita a obra consumada de Jesus e a vida com Ele que é o remédio para esse caos humano.

O pecado e suas Consequências

Foi por causa do espaço dado para o pecado em sua vida que Caim matou Abel (Gênesis 4.1-16). Caim rejeitou o conselho de Deus e deixou-se dominado pela ira, inveja, ódio, entre outros.

Foi por causa de sua malandragem ao tentar enganar o Espírito Santo e a igreja do Senhor daqueles dias que Ananias e Safira morreram literalmente (Atos 5.1-11). Todos precisavam saber que era o próprio Deus levantou o seu povo naqueles dias e que com ele não se brinca (Gálatas 6.7a).

É por causa do espaço que se dá para as “obras da carne” que acontecem tragédias sem limites: “Ora, as obras da carne são manifestas: Imoralidade sexual, impureza e libertinagem, idolatrias e feitiçarias, ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja, embriaguez, orgias e tudo quanto se pareça com essas perversidades, contra as quais vos advirto, como já vos preveni antes: os que as praticam não herdarão o Reino de Deus” (Gálatas 5.19-21).

Sendo assim, sintetizando: é por causa da imoralidade que traições acontecem entre casais. É por causa da embriaguez que acidentes de trânsito podem acontecer. É por causa dos ciúmes que casais brigam sem medida e amizades terminam. É por causa de facções (heresias) que a verdadeira mensagem do evangelho não é pregada. É por causa da idolatria que o espaço que deveria ser de Deus para Ele reinar é dado a outro e aí não há mudança de vida.

É por causa do pecado da negligência que pessoas adoecem e morrem, principalmente e/ou inicialmente espiritualmente (1ª Coríntios 11.28-30; Romanos 5.23).

Como não Pecar?

Apenas o Espírito Santo pode nos libertar do poder do pecado pelo seu batismo e nos transformar a imagem de Deus dia após dia até quando seremos definitivamente transformados como Ele. Nele e apenas Nele nós podemos dizer não ao pecado e buscar viver uma vida de santidade nos termos da Palavra.

Para não pecar é necessário viver em Jesus e com Jesus: “Todo aquele que permanece nele não vive pecando; toda a pessoa que continua no pecado não o viu, nem tampouco o conheceu” (1ª 3.6).

E se eu pecar, o que eu faço?

Não devemos nos acostumar com o pecado, mas em qualquer ato falho, isso deve causar “dor na nossa alma e um desejo de profunda restauração”.

1 – “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar todos os pecados e nos purificar de qualquer injustiça” (1ª João 1.9) – Sempre há perdão para os que se arrependem genuinamente. Peça perdão a Deus e dependa Dele para vencer as suas guerras.

2 – “Portanto, confessai vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados” (Tiago 5.16) – Confessamos a Deus e somos perdoados, por intermédio Dele mesmo, na sua força, confessamos a pessoas que oram por nós e nos ajudam a trilhar o caminho da cura. Por exemplo: a confissão e pedido de perdão ao nosso semelhante nos livra da mágoa, da culpa, do rancor, do ódio e causa restauração. Aí há cura também dentro desse grande leque.

3 – Nunca é tarde para recomeçar: “Levantar-me-ei, tomarei o caminho de volta para meu pai e ao chegar lhe confessarei: Pai, pequei contra o céu e contra ti” (Lucas 15.18). Essa atitude do filho pródigo da parábola trouxe restauração para a sua vida e de seu pai, em especial.

Sobre o pecado e Sobre o Remédio

O pecado é como um câncer que destrói, mas Jesus é o remédio para vencê-lo e viver eternamente em liberdade Nele.

Veja Também
Estudo Sobre o Vale de Ossos Secos
Estudo sobre a Pesca Maravilhosa

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.