Projeto Gospel - Tudo sobre a Bíblia Sagrada
Início » Estudo Bíblico » Estudo Sobre Perdão

Estudo Sobre Perdão

Introdução: 70 vezes 07 – O evangelho de Jesus segundo escreveu Mateus registra: “Então, Pedro chegou perto de Jesus e lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu tenha de perdoá-lo? Até sete vezes? E Jesus lhe respondeu: Não te direi até sete vezes, mas, sim, até setenta vezes sete” (Mateus 18.21-22).

Os rabinos da época, bem como os mestres judaicos tinham uma sugestão sobre o perdão: “perdoar até três vezes”.

O Pedro, na conversa com Jesus, sugeriu um aumento nesse número: “até sete”. Jesus reagindo a essas sugestões fez a seguinte declaração: “Então, perdoem sempre que for necessário – esse é o significado do termo setenta vezes sete”.

estudo-sobre-perdao

Estudo Bíblico Sobre Perdão

O perdão é manifestação de graça. A Graça em pessoa, Jesus, o Filho, demonstrou isso no ápice do seu sofrimento físico:

Quando chegaram a um lugar conhecido como Caveira, ali o crucificaram com os criminosos, um à direita e o outro à sua esquerda. Apesar de tudo, Jesus dizia: ‘Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo.

A seguir, dividiram entre si as vestes de Jesus, tirando sortes. Uma grande multidão estava presente e a tudo observava, enquanto as autoridades ridicularizavam, exclamando: ‘Salvou os outros, pois agora salve-se a si mesmo, se é de fato o Cristo de Deus, o Escolhido! (Lucas 23.33-35).

Jesus estava exposto à vergonha: condenado como um criminoso, sua honra estava à mostra, injustiçado por pecadores, zombado sem precedentes, sua essência estava sendo questionada (se Ele era mesmo filho de Deus?).

Jesus tinha todo o direito de acabar com tudo o que estava acontecendo naquele mesmo momento, aliás Ele tinha o direito e o poder para isso, mas decidiu trilhar o caminho do amor e uma das atitudes desse caminho é o ato do perdão daqueles que estavam no contexto e de todos os que viriam e vierem a crer no Seu Nome.

Só num ato assim alguém poderá conhecer a graça e misericórdia de Deus.

Estudo sobre Oração

O Discípulo Também Perdoa…

Nós somos chamados para sermos discípulos de Jesus e nesse caminho Ele quer que a cada dia nos tornemos um tipo de pessoa diferente no mundo, pessoas iguais à Ele e ser igual a Ele implica seguir os seus passos e copiar as suas atitudes:

“Zelai uns pelos outros e perdoai-vos mutuamente; caso alguém tenha algum protesto contra o outro, assim como o Senhor vos perdoou, assim também procedei” (Colossenses 3.13).

Nós fomos perdoados por Deus, em Jesus, antes estávamos na condição de inimigos e hoje estamos na condição de amigos Dele (1ª Colossenses 1.13-14), hoje temos paz com Ele: “Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando uns aos outros, da mesma maneira como Deus vos perdoou em Cristo” – Efésios 4.32.

Portanto, perdoar não é uma escolha, perdoar é um ato que precisa estar na vida de um discípulo de Jesus, bem como é uma orientação mandamento claro: “Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados, perdoai e sereis perdoados” (Mateus 6.37).

Versículos sobre Perdão

Como Perdoar?

Um dos poderes da atitude do perdão é antes de tudo liberar quem está perdoando e não simplesmente o perdoado.

O rancor mancha o coração e essa mancha se alastra pelo corpo causando inúmeras enfermidades, especialmente emocionais. Quando há a liberação do perdão, o corpo, a mente e o coração são liberados para seguir e viver em paz.

Você já parou para pensar que guardar mágoa faz mal apenas para você? Então se libere, em nome de Jesus, não viva preso ao passado, independente do que tenha acontecido. Motivos todos têm direitos de ficar preso ao passado não.

Perdoar é um ato de amor e o alvo deve sempre ser pessoas e não se esqueça de que todo ato de amor é reciproco, pode ser que você não vá colher na pessoa em que plantou (no alvo), mas certamente irá colher, dará o fruto para qual foi semeado, de alguma forma a generosidade de Deus moverá corações em seu favor também.

Perdoar

Perdoar não é esquecer. Esquecer é amnésia. Perdoar é se liberar e consequentemente liberar outros. É um exercício diário, todos os dias você precisa decidir perdoar.

Sim, não basta uma vez, perdoar também é decisão e decidir diariamente no seu interior até que lembrar aquele prejuízo não te faça mais mal.

Perdoar e pedir perdão são necessários e às vezes são sinônimos de prejuízo, mas tem frutos eternos, vale a pena.

Por fim, procure quem te ofendeu ou se você ofendeu alguém a procure. Confesse, peça perdão e perdoe, elimine o mal pela raiz hoje e lembre-se: decida assim todos os dias. Conte com a ajuda de Jesus.

[Total: 9    Média: 2.9/5]

1 comentário

Publicidade