Início » Histórias da Bíblia » História de Barrabás

História de Barrabás

O Barrabás tem a sua história brevemente contada como coadjuvante na sentença recebida por Jesus que o levou ao terrível castigo e morte de cruz.

A participação de Barrabás, contemporâneo de Jesus, na história da condenação de Cristo é contada no Novo Testamento bíblico pelos quatro evangelhos, a saber: Mateus, Marcos, Lucas e João.

História de Barrabás

Quem foi Barrabás?

O Barrabás foi um criminoso muito conhecido de todos no tempo de Jesus e que estava na prisão junto com outros rebeldes por haver cometido um assassinato durante uma rebelião (Marcos 15.7).

O Barrabás era membro dos zelotes, um grupo judaico revolucionário. Sob o governo dos prefeitos romanos, tumultos dos revolucionários no meio do povo eram frequentes, especialmente em grandes ajuntamentos ou festas nacionais.

O que significa Barrabás?

O nome Barrabás em aramaico significa “filho do pai / filho de Abba”.

O indulto de Páscoa

Por ocasião da festa da Pascoa, era costume do governador dar liberdade a um prisioneiro por aclamação popular e é nesse momento que o Barrabás aparece.

O Barrabás estava preso e ao ser colocado ao lado de Jesus, foi escolhido pelo povo para ser solto e Jesus ser entregue a morte. O povo estava escolhendo um culpado para ser livre e um inocente para ser condenado. Contudo nós sabemos que era necessário cumprir o plano do Eterno, plano de salvação.

Jesus e Barrabás

Após ser interrogado, Jesus foi colocado diante da multidão ao lado de Barrabás e o governador Pilatos perguntou: “A quem desejais que eu vos solte Barrabás ou a este Jesus, que é chamado o Messias?” (Mateus 27.17).

Os chefes dos sacerdotes e os anciãos estavam junto ao povo influenciando-os a exigir a liberdade de Barrabás e a execução de Jesus.

Enquanto Pilatos dizia: “Qual dos dois homens queres que eu deixe livre?”, a multidão respondia: “Barrabás” (Mateus 27.21). Pedindo ainda a crucificação de Jesus, mesmo não existindo nada digno de morte realizado por Ele (Lucas 23.15).

Diante desses fatos, Pilatos percebeu que não conseguiria demover o povo, mas, ao contrário, um principio de tumulto já era visível, então ordenou que lhe trouxessem água, lavou as mãos diante da multidão e exclamou: “Estou inocente do sangue desse homem justo. Está é uma questão vossa” (Mateus 27.24).

E assim, Pilatos soltou a Barrabás e mandou que Jesus fosse flagelado e o entregou para ser crucificado.

Seu nome era Jesus ou Barrabás?

Em algumas Versões bíblicas, no evangelho segundo escreveu Mateus, no capítulo vinte e sete versículo dezesseis, Barrabás é apresentado com o mesmo nome de Jesus: Jesus Barrabás. Contudo não há detalhes do “porque” dessa diferença da maioria das traduções e nem a confirmação de que esse era o seu verdadeiro nome.

Todavia, não deixa de ser um fato curioso ainda ao ser somado com o significado do seu nome: “filho do pai”. Jesus, o Filho de Deus, o Pai, foi condenado por amor, sendo inocente. Morreu para salvar. Barrabás, o filho de um pai pecador, foi livre da condenação pelo ódio do povo contra Jesus. Um dia matou para se salvar, por isso estava preso.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.