Projeto Gospel - Tudo sobre a Bíblia Sagrada
Início » Histórias da Bíblia » Quem foi Lucas?

Quem foi Lucas?

O Lucas respondeu ao seu chamado missionário e tinha como profissão a medicina (trabalhava como cuidador de humanos e de “almas”) – “Lucas, o médico amado, e Demas vos cumprimentam carinhosamente”Colossenses 4.14, assim declarou o autor da carta aos Colossenses (1.1).

quem-foi-lucas

O Lucas também foi o autor responsável pelo terceiro evangelho de Jesus no Novo Testamento, bem como a quinta carta na ordem conhecida no cânon bíblico, Atos dos Apóstolos – “Eu, pessoalmente, investiguei tudo em minúcias, a partir da origem e decidi escrever-te um relato ordenado, ó excelentíssimo Teófilo” – Lucas 1.3 e “Em meu primeiro livro, caro Teófilo, escrevi a respeito de tudo o que Jesus começou a realizar e a ensinar”Atos 1.1.

O Lucas foi grande amigo do apóstolo Paulo e seu companheiro de missão – “Imediatamente, após ter recebido a visão, preparamo-nos para partir rumo a Macedônia, concluindo que Deus nos havia chamado para pregar o Evangelho aos macedônios. Navegando de Trôade, seguimos em linha reta até Samotrácia, e no dia seguinte para Neápolis. De lá rumamos para Filipos, que é a cidade mais importante desse distrito da Macedônia e colônia romana. Nessa cidade ficamos vários dias”Atos 16.10-12.

Nessa mesma viagem eles tiveram um encontro com Lídia que acolheu a mensagem pregada e foi batizada (Atos 16.14-15), ela era da cidade de Tiatira, mesma cidade onde estava uma das sete igrejas que recebeu uma carta escrita pelo apóstolo João na revelação de Jesus, o Apocalipse (2.18-29).

O Lucas teve seu destino contrário ao de Demas, mencionado acima (Colossenses 4.14), pois este amou mais o mundo secular e abandonou o apóstolo Paulo (2º Timóteo 4.10).

O Lucas estava com o Paulo em Roma na época da prisão do apóstolo (Atos 28), quando a carta de Colossenses foi escrita, ou seja, em Roma, cerca de 60 anos depois do Senhor Jesus Cristo.

O Evangelho de Lucas…

O Irineu, um dos pais da igreja, por volta de 180 anos depois do Senhor Jesus Cristo, já citava em suas obras o Evangelho de Jesus Segundo escreveu Lucas. Nunca houve dúvidas de sua autoria. Detalhes médicos do nascimento e morte na cruz de Jesus só se encontram nesses registros, o que reafirma os detalhes da autoria.

O Lucas não foi testemunha ocular do ministério do Mestre, mas era um homem convertido a Deus e cheio do Espírito Santo.

Inspirado pelo Espírito, Lucas escreveu essa carta de vinte e quatro capítulos contando com outras obras e com relatos de testemunhas vivas –

“Tendo em vista que muitos já se empenharam em elaborar uma narrativa histórica sobre os eventos que se cumpriram entre nós, conforme nos transmitiram os que desde o principio foram testemunhas oculares dos fatos e servos dedicados à Palavra, eu, pessoalmente, investiguei tudo em minúcias, a partir da origem e decidi escrever-te um relato ordenado…” Lucas 1.1-3.

Entre os quatro evangelhos, segundo biblistas, o evangelho segundo escreveu Lucas é o mais detalhista, levando em conta também que o mesmo tinha por objetivo instruir Teófilo, um alto oficial do império romano desejoso de conhecer a verdade e quem tem por significado de nome “aquele que ama a Deus”, quanto a fiel e digna fé em Jesus – “E isso, para que tenhas plena certeza das verdades a ti foram ministradas” Lucas 1.4. Embora, destinado claramente a Teófilo, a obra se estendeu além das fronteiras, se inclina a todos os gentios, bem como a todos os habitantes da terra até hoje – até os confins.

Havia relatos falsos sobre o ensino e obra de Jesus que na época já estava invadindo a Roma e o evangelho de Jesus já estava arrastando multidões à conversão, portanto Teófilo, bem como Lucas, discípulo que era, tinham interesse em esclarecer e registrar as verdades imutáveis em “um documento histórico”.

O evangelho de Lucas foi publicado antes de Atos dos Apóstolos, foi escrito entre 59 e 64 anos depois do Senhor Jesus Cristo, muito provavelmente em Cesárea.

Veja Também

Lucas, autor de Atos dos Apóstolos…

O autor começa essa carta citando “Em meu primeiro livro, caro Teófilo, escrevi a respeito de tudo o que Jesus começou a realizar e a ensinar” (1.1), um claro indicativo de que Lucas é o autor. Essa ideia é bem aceita por todos os estudiosos no tempo.

Em versículos dessa carta, o autor Lucas, escreve na primeira pessoa do plural – nós – (por exemplo: 16.10 e 20.5) e isso sugere a certeza de que ele era um grande amigo do apóstolo Paulo, bem como participante/atuante na igreja daqueles dias.

Estudiosos afirmam que o Lucas foi responsável pela obra de discipulado e edificação da igreja em Filipos por cerca de seis anos e depois atuou acompanhando Paulo na evangelização de Roma. Durante o período do primeiro aprisionamento do apóstolo, Lucas escreveu essa carta, por volta de 63 anos depois do Senhor Jesus de Cristo, pois a carta de Atos não contém nenhuma informação sobre os fatos posteriores ao fim dos dois anos de prisão do apóstolo Paulo em Roma.

Atos dos Apóstolos possuí vinte e oito capítulos.

Conclusão…

O Lucas foi alguém responsável com a Palavra e buscou ser fiel aos relatos que tinha acesso, assim o Senhor espera de cada um de nós, seriedade com a Sua Palavra, bem como entrega total do nosso coração a quem de fato Ele É.

O Lucas respondeu ao seu chamado missionário e ainda nos nossos dias as nações clamam pela manifestação daqueles que levarão os remédios para as suas feridas. Todos aqueles que são filhos de Deus tem a resposta e a cura para o sofrimento da humanidade.

O Lucas não foi um discípulo no tempo de Jesus, mas foi um discípulo de Jesus. Ele continua buscando discípulos que querem se tornar parecido com Ele dia após dia – até que seja Dia Perfeito, o Grande Dia.

O Lucas era um ser humano comum assim como eu e como você, mas se tornou alguém usado nas mãos d’Aquele que é extraordinário.

[Total: 5    Média: 2.4/5]

Adicionar comentário

Aprender a Bíblia? Veja Isso

GRATUITO