Projeto Gospel - Tudo sobre a Bíblia Sagrada
Início » Histórias da Bíblia » História de Lúcifer

História de Lúcifer

A história de Lúcifer é bastante pesquisada, poucas pessoas sabem a sua origem, mas nesse artigo vamos entender um pouco mais sobre a queda de lúcifer e sua origem.

historia-de-lúcifer

A Queda de Lúcifer

A Sagrada Escritura inicia os seus registros com o livro de Gênesis e ali logo nos primeiros dois versículos está escrito assim: “No principio, Deus criou os céus e a terra. A terra, entretanto, era sem forma e vazia. A escuridão cobria o mar que envolvia toda a terra e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas”.

Muitos acreditam que a queda de Lúcifer e parte dos anjos se deu entre o versículo de número um e o versículo de número dois do Gênesis afirmando assim que entre um e outro há um tempo de distância.

A base para tal afirmação se dá porque no versículo um há o relato sobre a criação perfeita do céu e da terra, até aí está tudo bem. Contudo, no versículo dois diz que tudo era sem forma e vazio, bem como havia muita escuridão.

Estudiosos afirmam que tal afirmação no versículo dois quer dizer que estava tudo “fora do lugar e devastado” como se tivesse acontecido uma guerra no local e a partir dai o Eterno colocou novamente tudo no seu devido lugar.

É uma teoria coerente, mas precisando entendê-la como uma linha de pensamento. É coerente porque há unanimidade ao afirmar que houve uma rebelião e posterior queda de Lúcifer e dos anjos que o acompanhavam (a Palavra diz isso se bem interpretada), bem como a Bíblia não mostra esse relato pontualmente num tempo da história, sendo assim em algum momento tudo isso aconteceu, pois a existência de Satanás e os demônios faz parte do cristianismo, além disso, vemos logo após no próprio Gênesis o Satanás aparecendo em forma de serpente para seduzir Eva e Adão à queda da humanidade pela desobediência a Deus (Gênesis 3).

Quem foi Lúcifer

O Isaías no capítulo quatorze do versículo doze ao quatorze declara: “Como foi que caíste dos céus, ó estrela da manhã, filho d’alva, da alvorada? Como foste atirado a terra, tu que derrubavas as nações. Afinal, tu costumavas declarar em teu coração: ‘Hei de subir até aos céus, erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus, eu me estabelecerei na montanha da Assembleia, no ponto mais elevado de Zafon, o alto do norte, o monte santo. Subirei mais alto que as mais altas nuvens, tornar-me-ei semelhante ao Altíssimo”.

O Ezequiel no capítulo vinte e oito do versículo treze ao dezessete declara:

“Estiveste no Éden  jardim de Deus, as mais lindas e perfeitas pedras preciosas adornavam a tua pessoa: sárdio, topázio, diamente, berilo, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e outras. Seus engastes, guarnições e outras joias eram feitos como ouro puro, tudo foi preparado para ti no exato dia em que foste criado.

Além disto, foste também ungido como querubim guardião, afinal, foi precisamente para essa função que Eu te designei. Estiveste também no Monte Sagrado de Deus e caminhavas entre pedras resplandecentes. Naquele tempo eras perfeito e irrepreensível em teus ensinamentos e atitudes, desde o dia em que foste criado, até que se observou malignidade em ti.

Por intermédio dos teus muitos negócios em toda a terra encheste teu coração de arrogância e brutalidade, e pecaste; por este motivo Eu te lancei, profanado e humilhado, para longe do Monte Sagrado de Deus. Eu mesmo te expulsei, ó querubim da guarda, do meio da glória das pedras fulgurantes!

O teu coração tornou-se altivo e soberbo por causa da tua impressionante formosura, e corrompeste a tua sabedoria por conta do teu esplendor e da tua fama. Por isso Eu te lancei à terra, diz de ti um espetáculo e advertência perante reis e governantes”.

Anjo Lúcifer

Esses dois profetas estão falando sobre reis babilônicos usando de metáforas para exemplificar as histórias de cada um e de forma clara estão abordando com propriedade nesse comparativo a figura do Lúcifer, seu pecado e queda.

Um belo e grande querubim, Lúcifer era tido como um “anjo de luz”, forte, formoso e sábio, com grande influência entre os anjos de Deus e responsabilidades em todo o contexto, mas deixou fluir do seu interior o orgulho e a soberba querendo se estabelecer acima do Trono do Deus Altíssimo e essa postura ao lado de outros anjos influenciados que o acompanhavam fez com que ele caísse destruído e derrotado às profundezas.

A tática do inferno será sempre a mesma, bom de “lábia”, influenciador, tenta conduzir pessoas à eles eternamente roubando a fé e a sinceridade para com Deus, bem como usurpando a intimidade oferecida por Jesus a todos os que quiserem ser chamados filhos de Deus o aceitando como Senhor e Salvador para viver com Ele para sempre.

O Satanás sabe o que perdeu, bem como que destruído está para sempre e que seu lugar é no lago de fogo e enxofre derrotado (Apocalipse 20.10), dotado de malignidade não quer que nenhum de nós usufrua daquilo que ele perdeu.

Portanto, achegue-se e apegue-se a Deus e abandone tudo o que a Bíblia diz que é errado acolhendo seus conselhos e orientações. Deus é bom e tem o melhor para você e o inferno não tem nada que possa ser bom duradouramente aproveitável. No Satanás só a maldade, mentira e morte.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.

Veja como esses jovens conseguiram Memorizar toda a Bíblia


Você Também pode