Início » Significados Bíblicos » Significado de Culto Racional

Significado de Culto Racional

O que realmente significa culto racional? Nesse texto iremos tratar um pouco a fundo sobre o significado de culto racional.
A carta do apóstolo Paulo aos Romanos faz o seguinte registro: “Portanto, caros irmãos, rogo-vos pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional” (12.1). Vamos entender melhor interpretando esse versículo escrito por Paulo.

significado-culto-racional

O que é Culto Racional?

O culto racional é uma atitude consciente de amor e obediência a Deus, pois o amor sincero a Deus manifesta-se na obediência a Sua Palavra: “Aquele que tem os meus mandamentos e obedece a eles, esse é o que me ama”, declarou Jesus em João 14.21a.

É uma ação voluntária de conhecer a Palavra de Deus e pratica-la diariamente fora das quatro paredes de uma igreja.

O culto racional, em algumas versões mais perto do grego é traduzido como culto espiritual, portanto fala de uma atitude pessoal e diária de devoção, adoração e serviço a Deus e ao nosso próximo, enquanto funcionamos no palco da vida.

Apresenteis o Vosso Corpo

Quando Paulo usa a palavra “apresenteis” o vosso corpo, ele escreveu o grego “parastesai” que tem o sentido de “apresentação, dedicação e oferta”, por isso podemos entender que é uma atitude voluntária do cristão, uma disposição diária de mente e coração, pois uma genuína dedicação e oferta quando não é feita com vontade e sinceridade não passa de um ritual obrigatório que por Deus é rejeitado, desde o inicio é assim, lembram-se da rejeição da oferta de Caim? (Gênesis 4.5).

Sacrifício vivo, santo a agradável a Deus

O sacrifício de Jesus na cruz é suficiente e definitivo? É claro que sim: “E por essa determinação, fomos santificados por meio da oferta do corpo de Jesus Cristo, feito de uma vez por todas. Ora, todo sacerdote se apresenta, dia após dia, para exercer seus deveres religiosos, que nunca podem remover os pecados. Jesus, no entanto, havendo oferecido para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à direita de Deus” (Hebreus 10.10-12). E é exatamente por causa do sacrifício definitivo de Jesus que o culto racional é possível.

Como toda a doutrina tem seu lado prático, o evangelho que é uma pessoa, o próprio Jesus, deseja ser a praticidade do evangelho em nossa vida pela ação do Espírito Santo que habita na vida do cristão – “Ou ainda não entendeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não pertenceis a vós mesmos? Pois fostes comprado por alto preço; portanto, glorificai a Deus no vosso corpo” (1ª Coríntios 6.19-20).

Portanto, o sacrifico para a salvação já foi consumado por Jesus na cruz e a praticidade de uma vida santa, que glorifica a Deus nos nossos atos, que é o nosso culto racional, Ele quer fazer em nós se nós deixarmos – dermos espaço.

Sacrifício vivo é a praticidade do evangelho de Jesus, é deixar morrer as vontades da carne para que a vida no Espírito e suas virtudes sejam verdade, isso é agradável a Deus.

O culto racional

É a mensagem da pregação do culto cerimonial sendo vida de verdade na vida do crente, isso é o culto racional.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.