Projeto Gospel - Tudo sobre a Bíblia Sagrada
Início » Significados Bíblicos » Significado de Gloria a Deus

Significado de Gloria a Deus

Segundo o dicionário, glória significa honra, fama que se alcança pelas virtudes, talentos, boas ações e por características excepcionais, algo ou alguém muito conhecido, que é razão de orgulho e de louvor, beatitude celeste, bem-aventurança, céu, excesso de grandeza, beleza, magnificência, louvor que se oferece a alguém, homenagem e exaltação.

significado-gloria-a-Deus

Glória a Deus

Uau! Deus não se define, contudo é também tudo o que a palavra “glória” representa. Nós reconhecemos que tudo vem de Deus e que sem Ele tudo o que há nunca existiria. Ele tem o controle de todas as coisas em suas mãos e o único que pode dar uma palavra de “Sim e Não”, inclusive apenas Ele sabe quando o Filho voltará para buscar a igreja na terra (Mateus 24.36) e assim será o “fim de tudo”. Ele É e se basta em Si mesmo.

Quando damos e expressamos “glória a Deus”, estamos reconhecendo a sua grandeza e o seu poder, bem como a sua bondade e misericórdia bem características de um Deus de amor (1ª João 4.8b).

Dar glória a Deus é dizer: “Toda honra e louvor entregamos e damos a Deus! Exaltado e grande Tu é, Senhor! Majestade e formosura lhe pertencem!”. Além do mais, é uma expressão de reconhecimento da nossa finitude e do tamanho que Ele é. É também uma expressão de amor, pois só honramos quem admiramos e o que é admirado por nós é também amado, há um afeto, uma afeição na relação.

Glória a Deus: Jesus nasceu! Deus é fiel.

Na Bíblia existem alguns trechos com a expressão de “glória a Deus”, uma delas está no evangelho de Lucas. Ali o evangelista Lucas nos conta que no tempo do nascimento de Jesus, em Belém da Judéia, havia nas proximidades pastores que estavam nos campos e que durante a noite cuidavam dos seus rebanhos.

E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu a eles e a glória do Senhor reluzindo os envolveu; e todos ficaram apavorados. Todavia, o anjo disse aos pastores:

“Não temais, eis que vos trago boas noticias de grande alegria, e que são para todas as pessoas – Jesus havia nascido – Hoje, na cidade de Davi, vos nasceu o Salvador, que é o Messias, o Senhor! Isto vos servirá de sinal: encontrareis um recém-nascido envolto em panos e deitado sobre uma manjedoura”. E no mesmo instante, surgiu uma grande multidão do exército celestial que se juntou ao anjo e louvavam a Deus entoando: “Glória a Deus nos mais altos céus, e paz na terra às pessoas que recebem a sua graça!” – Lucas 2.8-14.

Nesse instante grande coral de anjos cantou cântico de louvor e honra a Deus. Os anjos exaltam a majestade e grandeza de Deus, por isso lhe rendem glória: “Gloria in exelsis Dios” – primeiras palavras desse hino de louvor em latim registrado na Vulgata, pois afinal, nasceu o Salvador do mundo, cumprindo assim as profecias dos antepassados sobre o nascimento daquele que seria chamado Conselheiro-Maravilhoso, Deus Todo-Poderoso, Pai-Eterno, Sar-Shalom, Príncipe da Paz. (Isaías 9.6-7). O coral existe e sempre existirá. Os anjos louvam e exaltam a Deus dia e noite dando-lhe glória e honra exaltando o seu magnifico poder (Isaías 6.1.3).

Glória a Deus: Um gesto de agradecimento!

O evangelista Lucas também nos conta que certa vez a caminho de Jerusalém estava Jesus passando pela divisa entre Samaria e a Galileia. Neste lugar estavam dez leprosos que ao avistarem Jesus gritaram: “Jesus, Mestre! Tem piedade de nós!” (Lucas 17.13), Jesus os curou e um dos dez, observando que havia sido curado, retornou, louvando a Deus em alta voz, e prostrando-se com rosto em terra aos pés de Jesus, muito lhe agradeceu e Jesus questionou: “Não foram purificados todos os dez? Onde se encontram os outros nove? Não se achou nenhum outro que voltasse para render glória a Deus, a não ser este estrangeiro?” (Lucas 17.17-18).

O samaritano voltou com o coração agradecido, onde estavam os outros? Será que eles representam também o povo que rejeitou o Seu? (João 1.11). É triste perceber que muitas vezes buscamos a Deus apenas por aquilo que Ele pode nos oferecer e quando por generosidade Ele nos agracia, nós nos esquecemos.

Que o nosso coração nunca se esqueça das bênçãos que Ele tem nos dado e que nem as próximas gerações se esqueçam da bondade Dele que alcançou essa e outras nações da terra.

Veja Também

A Glória é de Deus!

O evangelista Lucas escreveu assim: “Mas, considerando que Herodes não ofereceu glória a Deus, no mesmo instante um anjo do Senhor o feriu, e ele morreu comido de vermes” (Atos 12.23).

Nessa ocasião, Herodes, estava vestindo trajes majestosos, assentado no trono, proclamava um discurso ao povo, então a multidão começou a gritar: “Eis que é um deus e não um simples mortal que nos fala!” (Atos 12.22) – Deus zela pela glória que somente a Ele pertence e castiga severamente o homem arrogante e presunçoso.

O maior castigo é a sua resistência (Tiago 4.6) – morte espiritual, pois o que é pior: morrer fisicamente ou morrer espiritualmente? Isaías 42.8 declara: “Eu sou Yahweh, o Senhor, este é o meu Nome! Não dividirei a minha glória a nenhum outro ser, tampouco entregarei o meu louvor às imagens esculpidas”.

A glória é de Deus. E nunca esqueça que Deus é bom e fiel: “Mesmo considerando tudo isso, não duvidou nem foi incrédulo quanto ao que Deus lhe prometera; mas, pela , se fortaleceu, oferecendo glória a Deus” (Romanos 4.20).

Abraão demonstrou que a fé simples e a sincera disposição do coração do cristão em dar glória a Deus é o caminho do relacionamento com Deus. Portanto, dê glórias a Deus por tudo quanto Ele É. Amém.

[Total: 1    Média: 5/5]

Aprender a Bíblia? Veja Isso