Início » Histórias da Bíblia » Quem foi Maria Madalena? História de Maria Madalena

Quem foi Maria Madalena? História de Maria Madalena

Uma mulher bonita e que tinha todos os seus desejados realizados. Assim, era Maria Madalena, que fez jus ao significado do seu nome, no qual é sinônimo de “fortaleza”. Siga abaixo a História de Maria madalena e quem foi.

historia-de-quem-foi-maria-madalena

Apesar de não haver muitas informações bíblicas sobre Maria Madalena como, por exemplo, sua árvore genealógica, as que têm nos ajudam a entender a importância dessa mulher contemporânea de Jesus e com destaques pontuais nos quatro evangelhos do Novo Testamento.

Há algumas “invenções” acerca de sua vida também como um possível casamento com Jesus ou um caminho na prostituição, que não passam de heresias sem nenhuma sombra com a verdade do cânon bíblico.

Abaixo veremos sobre a vida de Maria Madalena baseada unicamente nas informações bíblicas.

História de Maria Madalena?

Maria Madalena era da cidade de Magdala, localizada ao lado ocidental do lago da Galileia.

Maria Madalena era conhecida como uma mulher de posses e que se tornou uma discípula de Jesus desde o dia em que teve um encontro com o Mestre e que por Ele foi liberta de possessão demoníaca e salva. A vida de Maria Madalena nos mostra o que é impossível ter um encontro com Jesus e não haver mudança de vida.

A história de Maria Madalena é muitas vezes confundida com a mulher pecadora (Lucas 7.36-50) e com Maria de Betânia (João 11.1).

Maria Madalena no Ministério de Jesus

Portanto, Maria Madalena foi liberta por Jesus de sete demônios e havia se tornado discípula seguidora do Mestre até o fim, bem como sustentadora ao lado de outros do seu ministério: “Havendo passado esses acontecimentos, caminhava Jesus por todos os povoados e cidades proclamando as boas novas do Reino de Deus, e os Doze apóstolos estavam com Ele. E também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e doenças: Maria, conhecida como Madalena, de quem haviam saído sete demônios; Joana, esposa de Cuza, administrador da casa de Herodes; Susana e muitas outras. Essas mulheres cooperavam no sustento deles com seus bens” (Lucas 8.1-3).

Maria Madalena e Jesus crucificado

Na época em que Jesus se entregou para a morte na cruz, pelas inúmeras tradições, não era permitido que as mulheres se aproximassem do “ato de crucificação”, o ato em sim era um escândalo, mas Lucas nos garante que Maria Madalena junto com outras discípulas não o abandonou: “No entanto, todos aqueles que o conheciam, inclusive as mulheres que o haviam seguido desde a Galileia permaneceram, ainda que a certa distância, observando atentamente todos esses fatos” (Lucas 23.49 – Mateus 27.55,56; Marcos 15.40,41; João 19.25).

Maria e o sepultamento de Jesus

Maria Madalena e outras mulheres acompanharam o ministério de Jesus até o fim: “E as mulheres que vinham seguindo a Jesus desde a Galileia, acompanharam José, e contemplando o túmulo, viram como o corpo de Jesus fora colocado naquele local” (Lucas 23.55).

Maria Madalena foi uma das pessoas que presenciaram posteriormente o tumulo de Jesus vazio e consequentemente o mestre ressurreto. Essa passagem de Lucas deixa-nos claro com os cuidados que o autor teve de nos contar que ela e as outras mulheres sabiam onde Jesus havia sido sepultado, acabando com argumentos incrédulos que diziam que, na verdade, elas haviam ido ao túmulo errado, por isso ele estava vazio, tentando justificar que Jesus não havia ressuscitado.

Ressurreição de Jesus

Jesus apareceu primeiramente para Maria Madalena que, junta com outras mulheres, foi cumprir os rituais fúnebres judaicos logo ao romper da manhã de domingo (Marcos 16.9) e após ter visto Jesus ressurreto, segundo os relatos do evangelho de João, anunciou aos discípulos o que estava passando naquele domingo de manhã: “Eu vi o Senhor!” (João 20.18), declarou ela.

O Lucas confirma que Maria Madalena e as outras mulheres relataram os fatos que havia assistido: “As mulheres que relataram todos esses fatos aos apóstolos foram Maria Madalena, Joana e Maria, mãe de Tiago, bem como as demais que com elas estavam” (Lucas 24.10).

Última menção sobre Maria Madalena

A última menção sobre Maria Madalena se dá em João 20.18. Independente de conhecermos sobre seu nascimento ou sua morte, reconhecemos que era uma mulher incrédula que encontrou Jesus e teve sua vida transformada pela graça que estava sendo revelada a partir daqueles dias. O encontro resultou na fidelidade em caminhar com o mestre até o fim e na felicidade de vê-lo ressurgido dos mortos.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.