Início » Histórias da Bíblia » Historia de Noemi

Historia de Noemi

Conhecemos a história de Noemi nos quatro capítulos que compõe o livro de Rute, no Antigo Testamento, pois Rute foi nora de Noemi. Rute, cujo nome em hebraico remete à ideia de “Amizade”. A seguir a sua história completa.

historia-de-Noemi-completa

Quem foi Noemi

Noemi, cujo nome significa “Agradável” era esposa de Elimeleque cujo nome significa “Meu Deus é Rei”, e tinha dois filhos Malom e Quiliom, eles eram efrateus, de Belém de Judá, os quatros deixaram sua casa e foram morar em Moabe, numa época em que os juízes eram os líderes de Israel (1380 a 1050 antes de Cristo) e que uma fome assolou aquela terra.

Elimeleque morreu deixando Noemi com seus dois filhos, os filhos deles casaram-se com mulheres moabitas, a primeira se chamava Orfa e a outra se chamava Rute, eles viveram ali por dez anos, mas a Palavra registra que Malom e Quiliom, filhos de Noemi, também morreram e então ela ficou sozinha não tendo nem marido e nem filhos.

Noemi, Orfa e Rute.

Certo dia, Noemi e suas noras (Orfa e Rute) resolveram deixar Moabe e voltar à terra de Judá, pois receberam a informação de que o Senhor havia abençoado aquela terra com a sua visitação provendo alimentos.

No caminho ela disse às noras que era melhor que elas voltassem para a casa de suas mães e reconstruíssem suas vidas, elas choraram muito e se recusaram dizendo que a acompanhariam, mas Noemi insistiu que elas voltassem lamentando por tudo o que tinha acontecido e o quão triste estava a sua história.

Orfa beijando a sogra decidiu ir embora, mas Rute a abraçou e ficou com ela afirmando que “onde ela estivesse ali estaria também até a morte”.

Noemi, a Amarga.

Então as duas, Noemi e Rute, foram a Belém e quando chegaram às pessoas perguntavam: “Será que é mesmo Noemi? Depois de tanto tempo, ela está de volta?”, mas Noemi respondia: “Não me chamem de Noemi, mas de Amarga. O Todo-Poderoso foi severo comigo. Saí daqui cheia de vida, mas o Eterno me fez voltar sem nada, apenas com a roupa do corpo. Porque vocês me chamariam de Noemi? O Eterno não o faria. O Todo-Poderoso arrasou comigo”. Foi assim que Noemi ao lado de Rute voltou de Moabe.

Rute no Campo de Boaz

Boaz era um homem conhecido e rico naqueles dias, parente próximo de Noemi, da família do seu falecido marido.

O nome hebraico de Boaz, tem o sentido de “Nele há fortaleza”, nesse tempo Rute saiu a apanhar espigas e quando fazia seu trabalho entrou sem perceber no campo de Boaz e quando ele chegou e a avistou perguntou quem era “aquela mulher” e o encarregado por seus trabalhadores disse que ela havia chegado com Noemi e Boaz se aproximando de Rute disse que de agora em diante ela deveria colher apenas em seu campo juntamente com as jovens dali e disse ainda para não se preocupar, pois daria ordem aos seus servos para que não a perturbassem e quando ficasse com sede era para beber dos potes que os trabalhadores haviam enchido e Rute perguntou.

Prostrada, porque ele a tratava com bondade mesmo sendo estrangeria (lembrando que ela era de Moabe) e ele respondeu que já havia comentando a respeito dela com seu encarregado e que ele soube que ela havia tratado bem a Noemi, mesmo depois da morte de Elimeleque, e que deixando sua família resolveu habitar com desconhecidos, que Deus a abençoasse por tal atitude.

Boaz a chamou para comer junto com os trabalhadores e quando se levantou para o trabalho, Boaz disse aos seus trabalhadores que favorecessem o serviço de Rute querendo que dessem a ela um tratamento especial.

Rute volta para Noemi

Rute voltou para a cidade e mostrou para Noemi o resultado do seu trabalho e Noemi vendo o resultado a perguntou: “Onde você colheu hoje? No campo de quem você esteve? Bendito seja aquele que cuidou tão bem de você?” e Rute disse que se tratava de Boaz e Noemi disse: “O Deus Eterno o abençoe! Afinal, Deus ainda não nos abandonou! Ele nos ama, tanto nas horas difíceis quanto nos bons momentos”.

Noemi contou a Rute que Boaz era um dos seus parentes. Assim Rute continuou a recolher espigas naquele campo todos os dias, com as trabalhadoras de Boaz, até o fim da colheita de trigo e da cevada.

Rute continuava morando com a sua sogra, Noemi.

A bondade e Justiça de Boaz

Num determinado dia Noemi disse a Rute que estava na hora de elas procurarem juntas um novo lar para Rute para que ela fosse feliz e então teve uma ideia: “Boaz, aquele que deixou você trabalhar com as empregadas dele, é nosso parente próximo. Talvez seja o momento de fazer alguma coisa. Hoje à noite, ele vai debulhar cevada na eira”.

Então Noemi orientou que Rute se arrumasse e fosse até a eira, sem o deixar perceber a sua presença e que, quando ele saísse para deitar, na hora de dormir, era para ela ir até ele e deitar-se aos seus pés.

Rute fez tudo conforme Noemi orientou e no meio da noite, o homem acordou de repente e ficou surpreso quando viu Rute ali e perguntou quem era, não a reconhecendo a principio, mas ela se identificou e disse: “Proteja-me debaixo de suas asas. O senhor é meu parente próximo e, como sabe, é resgatador: tem direito de se casar comigo”. (Rute 3;9)

E ele respondeu:

“O Eterno abençoe você, minha filha! Que demonstração de amor! Você poderia ter escolhido qualquer outro jovem, mas não se preocupe, farei tudo o que você quiser ou pedir. Todos na cidade sabem que você é uma mulher corajosa – uma pérola! Você está certa, sou seu parente próximo, só que há outro mais próximo que eu. Portanto, fique aqui o restante da noite. Amanhã, se esse parente quiser cumprir os seus direitos e deveres de resgatador, ele terá prioridade. Mas, se ele não estiver interessado, juro pelo Eterno que eu o farei. Volte a dormir”.

Rute dormiu, contudo durante a madrugada levantou-se e voltou para a casa para que ninguém a reconhecesse, ela levou consigo seis medida de cevada. Quando chegou Noemi perguntou como tudo havia acontecido, Rute contou a ela e Noemi afirmou: “Agora descanse, minha filha, até vermos o que acontecerá! Esse homem não vai perder tempo. Preste atenção no que eu estou te dizendo: ele vai resolver a questão hoje mesmo”.

O resgate de Noemi e Rute

Boaz dirigiu-se até a praça da cidade e quando avistou o seu parente mais próximo o chamou e chamou também dez lideres da cidade, então ele repartiu o que havia acontecido e contou-lhe que a propriedade que pertencia a Elimeleque foi vendida por Noemi que havia retornado de Moabe recentemente e que ele poderia compra-la de volta, pois teria prioridade no resgate e que fazendo isso deveria estar ciente de que teria de assumir Rute, a moabita, que era viúva parente, como parte da responsabilidade do resgatador, e ter filhos com ela, para manter a herança da família.

Contudo, o “parente mais próximo” afirmou que não poderia fazê-lo e então Boaz estava livre para fazer isso porque ele estava cedendo os direitos.

A Palavra diz que “antigamente, em Israel, era assim que se tratavam os negócios de propriedade e herança: o homem tirava as próprias sandálias e as entregava para a outra pessoa. Em Israel, isso correspondia a um selo oficial ou uma assinatura”. E foi assim que aconteceu naquele dia entre eles.

Comprando de Noemi tudo o que pertencia a Elimeleque e seus filhos, Boaz assumiu a responsabilidade por Rute, viúva de Malom. Então ele a tomou por mulher para preservar a herança do falecido, sendo assim, “a lembrança e a reputação do falecido não desaparecerão da família dela nem de sua cidade natal”.

Boaz casa-se com Rute

Boaz casou-se com Rute, ela engravidou e deu a luz um filho e as mulheres da cidade disseram a Noemi: “Bendito seja o Eterno! Ele não deixou você sem descendente para cuidar. Que esse filho cresça e seja respeitado em Israel! Ele fará você se sentir jovem outra vez e cuidará de você na velhice. E sua nora, que o trouxe ao mundo e a ama tanto, sem dúvida é uma benção maior que sete filhos”.

Noemi cuidou do menino com todo o carinho e as vizinhas começaram a chamar o menino de “o menino de Noemi”, mas seu nome era Obede, que tem sentido de “Servo do Senhor”. Obede foi pai de Jessé e Jessé foi pai de Davi.

Conclusão

Havia um propósito com esse desfecho que pode parecer pequeno e comum, mas vejam o que essa união causou: tornou-se possível uma descendência permanecer, a descendência de Davi, a descendência do Salvador Jesus.

É possível ver também nessa história a fidelidade e humildade de Rute, bem como o cuidado de Deus para com elas, em especial com Noemi, através da vida de Boaz.

Essa, possivelmente, foi à forma de Deus demonstrar o seu amor e cuidado para com ela, pois assim também é com a gente, Deus se revela através da vida de pessoas, portanto que Ele se revele a nós e nos use para a sua revelação, a revelação da Sua essência, de quem Ele realmente é independente das circunstâncias: Amor e Cuidado que não desampara jamais.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.

Redes Sociais

Recomendação da Semana