Início » Significados Bíblicos » Significado de Agnus Dei

Significado de Agnus Dei

Você sabe o significado de Agnus dei? Veja aqui o que é Agnus dei e todo significado bíblico.

significado-de-agnus-dei

Por volta de setecentos anos antes de Cristo, o profeta Isaías escreveu no livro que leva o seu nome no Antigo Testamento: “Mas, de fato, ele foi transpassado por causa das nossas próprias culpas e transgressões, foi esmagado por conta das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz caiu todo sobre ele, e mediante suas feridas fomos curados. Em verdade todos nós, tal como ovelhas perdidas, andamos errantes; cada ser humano tomou o seu próprio caminho, e o Eterno fez cair sobre Ele à iniquidade de todos nós. Ele foi maltratado, humilhado, torturado, contudo, não abriu a sua boca; agiu como um CORDEIRO levado ao matadouro; como uma ovelha que permanece muda na presença dos seus tosquiadores ele não expressou nenhuma palavra” (Isaías 53.5-7).

Nesse capítulo, movido pelo Espírito Santo, o profeta estava falando sobre o Cristo crucificado, o CORDEIRO DE DEUS que foi morto por amor, para o perdão dos pecados e reconciliação da humanidade para com Deus.

O que significa Agnus Dei?

Agnus Dei é uma expressão do latim que significa “CORDEIRO DE DEUS” e é usada para falar diretamente sobre Jesus.

Jesus é o CORDEIRO DE DEUS e o João Batista, segundo escreveu o outro João, agora o apóstolo, deixa clara essa referência: “No dia seguinte, João viu a Jesus, que vinha caminhando em sua direção, e disse: Eis o CORDEIRO DE DEUS, que tira o pecado do mundo! Este é aquele do qual eu disse: depois de mim vem um homem que tem a excelência, pois que já existia antes de mim. Eu não o conhecia, mas, a fim de que Ele fosse revelado a Israel, vim, por isso, batizando com água” (João 1.29-31).

Jesus, o CORDEIRO que tira o pecado, traz o significado “daquele que leva o pecado sobre si”, unindo-se a declaração de Isaías que reparte a obra consumando-se na cruz.

Agnus Dei

No Antigo Testamento vemos que a Deus era oferecido sacrifícios de animais para perdão e remissão dos pecados e faltas cometidas. Na época deveria ser oferecido o melhor animal que era morto na oferta.

No Novo Testamento, Jesus é o sacrifício, por isso intitulando-se como um CORDEIRO que foi morto como oferta para salvação de todos os pecadores que aceitarem pela fé o seu caminho.

Jesus, o CORDEIRO DE DEUS, diferentemente que qualquer outra oferta, é o sacrifico definitivo: “E por essa determinação, fomos santificados por meio da oferta do corpo de Jesus Cristo, feita de uma vez por todas” (Hebreus 10.10), por isso o único caminho que leva a Deus é Jesus (João 14.6).

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.