Projeto Gospel. Aprenda tudo sobre Teologia!

Quem foi Tito? História de Tito

Não há nos registros históricos muitas informações sobre esse personagem bíblico, contudo os relatos a seguir nos fazem saber o que o Senhor Deus permitiu que soubéssemos sobre Tito e a carta que leva o seu nome no Novo Testamento. A seguir. 

historia-de-tito

Quem foi Tito?

Tito era gentio de nascimento: “Passados catorze anos, subi uma vez mais a Jerusalém, e, nessa ocasião, em companhia de Barnabé e levando também Tito comigo; Rumei para lá por causa de uma revelação, e apresentei diante deles o Evangelho que ensino entre os gentios, fazendo-o, no entanto, em particular aos que pareciam mais influentes, para que de algum modo não corresse ou não houvesse me esforçado inutilmente; Mas nem mesmo Tito, que estava em minha companhia, foi obrigado a circuncidar-se, muito embora fosse grego” (Gálatas 2.1-3).

Não há referências sobre a genealogia e pontos concretos da vida e morte de Tito, Contudo sabemos que ele foi um dos convertidos pelo ministério de Paulo e se tornou grande amigo, companheiro e cooperador do apóstolo (2º Coríntios 8.23) a quem ele chamava de “meu verdadeiro filho na fé” (Tito 1.4).

Quando Paulo teve de viajar para a Antioquia, a fim de defender sua teologia em relação ao Evangelho, levou Tito juntamente consigo para a reunião com os líderes da Igreja em Jerusalém (Gálatas 2.1-5).

O nome de Tito não é citado em “Atos dos Apóstolos”, porém vemos o seu nome relacionado à caminhada do apóstolo Paulo citado também na 2ª carta aos Coríntios, por exemplo, em 2ª carta aos Coríntios 2.12-13: “Quando cheguei a Trôade para pregar o Evangelho de Cristo, ainda que essa porta me tivesse sido aberta pelo Senhor, não tive plena paz em meu espírito, porque não encontrei ali meu amado irmão Tito, por isso me despedi deles e me rumei a Macedônia” e 7.6: “Deus, contudo, que consola os abatidos, consolou-nos com a chegada de Tito.”

A esperança de Paulo de encontrar Tito em Trôade foi frustrada, contudo agora expressa sua grande alegria e alivio de encontrar Tito ao chegar na Macedônia e ainda receber boas noticias da igreja em Corinto. O nome de Tito é citado oito vezes nessa carta.

A Carta de Tito

Há uma carta entre os vinte e sete títulos do Novo Testamento Bíblico que leva o nome de Tito. A carta está entre 2ª Timóteo e Filemom. Tito possuí três capítulos contendo o total de quarenta e seis versículos.

Ao contrário dos evangelhos que iniciam o Novo Testamento e que levam os nomes dos autores nos títulos, por exemplo: Mateus foi escrito por Mateus, Marcos foi escrito por João Marcos, Lucas foi escrito por Lucas e João foi escrito por João. A carta de Tito não foi escrita por Tito. A carta em questão é de autoria do Apóstolo Paulo como nos mostra o primeiro versículo da referida carta: “Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, para promover a fé que é dos eleitos de Deus e o pleno conhecimento da verdade que conduz à piedade…” (Tito 1.1). A carta, obviamente foi destinada a Tito: “A Tito, meu verdadeiro filho em nossa fé comum: graça e paz da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Salvador” (Tito 1.4).

Quando o apóstolo Paulo escreveu essa carta a Tito possivelmente ele encontrava-se na Macedônia, pouco antes de chegar a Nicópolis, cidade da Acaia, ao sul da Grécia, por volta de 64 depois de Cristo.

É possível mencionar que foi o apóstolo Paulo e Tito que anunciaram o evangelho aos moradores de Creta, uma ilha com cerca de 280 km de extensão, e que após mais essa obra missionária, Paulo deixou Tito em Creta “para que pusesses em ordem o que ainda faltava e constituísses presbíteros, de acordo com as suas orientações” (Tito 1.5), ou seja, para organizar a igreja em Creta e discipular a liderança local.

Assim como as cartas do apóstolo Paulo a Timóteo, a carta do apóstolo a Tito é conhecida como “epístolas pastorais”.

O Resumo da carta de Tito

A carta do apóstolo Paulo a Tito possui esse resumo:

Saudação a Tito (1.1-4); Orientações de Paulo quanto à reforma da Igreja = Liderança espiritual qualificada e madura (1.5-9) e Como lidar com os judaizantes e heréticos (1.10-16);

Orientações quanto à pregação expositiva da Palavra = Sobre a responsabilidade moral dos cristãos (2.1-10), para homens e mulheres idosos na Igreja (2.2-5), para os jovens da igreja (2.6-8), para os escravos – trabalhadores (2.9-10) e correlação entre salvação e atitude ética (2.11-15);

Orientações finais sobre a atitude cristã no mundo = Obrigações civis e sociais dos cristãos (3.1-15), Qualquer pecador pode ser salvo em Cristo (3.3-7), Pregar o Evangelho sem legalismo e rixas (3.8-11) e Pedidos, saudações finais e bênção apostólica (3.12-15).

Considerações Finais

Tito foi discipulado pelo apóstolo Paulo e alvo de uma das suas epístolas pastorais, nisso vemos a importância do método infalível ensinado por Jesus no seu ministério: o discipulado. Use desses exemplos e faça discípulos você também.

Copyright© 2014-2017 | Projeto Gospel. Todos os direitos reservados