Projeto Gospel - Tudo sobre a Bíblia Sagrada

Início » Histórias da Bíblia » Quem foi Oséias?

Quem foi Oséias?

Oséias era profeta e está nas relações dos conhecidos “profetas menores”, nome comum dado entre os cristãos que está baseado na brevidade da obra quando comparado com outros livros proféticos, por exemplo: Oseias é um profeta menor (livro com 14 capítulos) e Isaías é um profeta maior (livro com 66 capítulos).

quem-foi-oséias

História do Profeta Oséias

O Oséias começou o seu ministério durante o reinado de Jeroboão II (782 a 753 anos antes de Cristo), num período em que Israel vivia dois paralelos em seu contexto, por um lado eles experimentavam prosperidade material e por outro lado viviam um grande afastamento do Eterno e consequentemente o esfriamento e enfraquecimento espiritual.

Sua história de Deus com seu povo está totalmente interligada entre a história de Oséias com sua esposa, Gômer. Através da relação de um vemos a expressão do outro.

O Oséias era contemporâneo de outras figuras bíblicas importantes: Amós, Isaías e Miqueias. Assim como Amós, Oséias profetizou para pessoas que viviam no Reino do Norte (Israel), enquanto Isaías e Miqueias se ocupavam com os habitantes do Reino do Sul (Judá).

O nome Oséias significa “Salvação” e certo dia Deus disse a ele:

“Vai e toma uma mulher que se entrega à prostituição, os filhos que vos nascerem serão filhos da infidelidade, porquanto toda a nação é culpada do mais vergonhoso adultério: afastar-se do Eterno e apegar-se a idolatria” (Oséias 1.2).

O profeta Oséias ouviu a voz de Deus e sensível ao seu pedido tomou por sua mulher uma moça chamada Gômer, prostituta daqueles dias, Gomer era filha de Diblaim e seu nome significa “Completa”. A partir dai começa a relação de Deus com o seu povo, pois o Eterno sempre considerou Israel como sua noiva amada, bem como tratava esse relacionamento como um santo casamento, todavia por um lado estava o Santo e do outro o povo mergulhado em profundo pecado.

Família de Oseias

Assim que Oséias casou-se com Gômer, eles tiveram um filho chamado Jezreel. Logo em seguida Gômer teve mais dois filhos, um casal, primeiro veio uma menina chamada Lo-Ruama e depois um menino chamado Lo-Ami. Tudo indica que esses dois filhos não eram de Oséias, mas já era fruto da infidelidade de Gômer que estava (permanecia/continuava) em adultério, a indicação vem muito pelo significado dos nomes das crianças: Lo – Ruama que significa “Não – Amada” e Lo-Ami que significa “Não Meu Povo”, os nomes declaram que o Eterno não mostraria mais o seu favor à casa de Israel, bem como a rejeição de Israel por Deus, contudo acredita-se também que o nome da menina pode representar a rejeição sofrida por parte do pai. Os nomes dos filhos de Oséias tinham um significado profético para a nação.

O fato é que Gômer se perdeu, abandonou ao Oséias, mergulhada em seus próprios pecados, mas sofreu com a rejeição e consequências deles e foi vendida como escrava. Em seguida, num ato de profundo amor, Deus faz um novo pedido ao profeta Oséias:

“Vai outra vez até tua mulher e trata-a com amor, ainda que ela seja amada por outro e viva em adultério. Ama a tua esposa como o Eterno ama o povo de Israel, apesar de eles cultuarem a outros deuses e de amarem os bolos sagrados das uvas passas” (Oséias 3.1).

Oséias movido pela graça e compaixão, funcionou exatamente nos compassos dados pelo Eterno e comprou Gômer dos seus senhores resgatando-a. O amor de Oséias por Gômer é uma perfeita metáfora do amor de Deus para com a nação infiel (Oséias 11.1 e Oséias 14.4), do Deus que não se esquece e não deixa um só sequer para trás. Deus pretendia usar o relacionamento pessoal do profeta com ela como uma lição clara o objetiva sobre o Seu próprio relacionamento com o seu povo infiel.

O livro de Oséias…

O tema central da obra de Oséias é falar sobre o grande e fiel amor de Deus para com o seu povo, mesmo quando este permanece em continua infidelidade. Oséias experimentou na pele esse contexto quando descobriu a infidelidade de Gômer, sua esposa adultera, que mesmo vindo à separação, o amor persistente do profeta alcançou a reconciliação.

Oséias pregava sobre o arrependimento e que Israel deveria abandonar os ídolos pagãos e voltar ao Eterno: “Voltem para o Senhor”, era sua declaração poderosa e repetida, “porquanto ele nos arrebentou, mas haverá de nos curar, Ele nos feriu, mas cuidará das nossas chagas” (Oséias 6.1). Deus sempre amou insistentemente, por isso também declarava: “Volta, ó Israel, para o Senhor, teu Deus, porque pelos teus pecados está caído” (Oséias 14.1).

O livro foi escrito provavelmente em Judá depois da queda de Samaria, a capital do Reino do Norte. A primeira publicação deu-se por volta dos anos 710 antes de Cristo.

Conclusão…

Feche os seus olhos agora e coloque na sua mente a pessoa que você mais ama em sua vida, em seguida pense nessa pessoa te traindo! É forte essa palavra: traindo, né? Qual é o seu sentimento para com ela diante desse cenário proposto? Às vezes o sentimento é de decepção e revolta, não é verdade? Mas quando há o verdadeiro amor, mesmo que algo tão ruim aconteça, há sempre a esperança de uma retomada e recomeço. Deus amou o seu povo incansavelmente e insistiu com ele até o fim porque havia muito amor envolvido e quando há amor há sempre a esperança de uma retomada e recomeço. Deus demonstrou o seu amor usando a vida de Oséias para com Gômer porque onde há amor envolvido há esperança de uma retomada e recomeço.

Quero destacar nessa história esse amor, havia a parte fiel e a parte infiel. Deus é sempre a parte fiel e nós, infelizmente, sempre a parte infiel, mas porque há muito amor envolvido há esperança de uma retomada e recomeço. Está longe de ser o fim.

O amor de Deus é incomparável e insubstituível, bem como seu único interesse é se relacionar conosco num relacionamento que nos cura e nos transforma.

Como Oséias profetizou, hoje: “Voltemos ao Senhor” porque Ele é bom e a sua misericórdia dura para sempre.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.

Recomendação da Semana