Projeto Gospel - Tudo sobre a Bíblia Sagrada
Início » Histórias da Bíblia » Quem foi Abimeleque?

Quem foi Abimeleque?

Estudiosos apontam que Abimeleque não se tratava necessariamente do nome de uma pessoa, mas que também poderia ser dado como referência a um título real, por exemplo, dado a um rei filisteu. Essa possibilidade é por conta do título do salmo 34:

“Um salmo de Davi, quando se fingiu de louco diante de Abimeleque, que o expulsou, e, assim pôde escapar”. As anotações da Bíblia King James apontam: “Todos os textos iniciais dos Salmos, aqui apresentados em forma de subtítulos, fazem parte do texto sagrado original em hebraico e compõem o primeiro versículo: ‘Ledavid, beshanoto et tamo lifne Avimélech, vaigareshêhu vaielach’. Este é um salmo de gratidão pelo livramento milagroso de Davi das mãos de Aquis, cujo título monárquico era Abimeleque, rei de Gate, e que significa ‘pai e rei’”.

Possivelmente esse salmo foi escrito na ocasião de 1º Samuel 21.10, quando por mais uma vez a vida do salmista estava em perigo. É um salmo de gratidão pelo livramento ocorrido.

A seguir veremos outras figuras de Abimeleque presentes no Antigo Testamento do cânon bíblico.

quem-foi-abimeleque

Abimeleque na História de Abraão

Conhecemos “um Abimeleque” no primeiro livro da Bíblia. O capítulo vinte do Gênesis nos conta que Abraão e Sara estavam peregrinando, inicialmente partiram para a região do Neguebe vivendo entre Cades e Sur, depois habitaram mais algum tempo em Gerar.

Neste momento da vida do casal, Abraão dizia a todos que Sara, sua esposa, era sua irmã, então o rei de Gerar, Abimeleque, mandou buscar a Sara e a tomou como sua mulher, contudo diante desse cenário, Deus falou com o Abimeleque através de sonho dizendo: “Vais morrer por causa da mulher que tomaste, porquanto ela é uma mulher casada”.

O Eterno intervém na história para livrar e preservar a mãe do descendente prometido. O Abimeleque que ainda não havia tocado em Sara respondeu a Deus alegando ser inocente, pois acreditava que ela era irmã de Abraão e não sua esposa, então Deus respondeu a ele: “Bem sei que fizeste isso de coração puro e fui Eu quem te impediu de pecar contra mim, não permitindo que a tocasse”.

Em seguida o rei Abimeleque convocou a Abraão e o questionou, o mesmo alegou medo “daquelas terras” por acreditar não haver nenhum temor entre eles e que sua vida estava em risco caso soubessem que a Sara era sua esposa.

Neste momento, Abimeleque devolveu a Sara a Abraão e o fez acompanhar de alguns presentes: “Estou entregando a teu irmão mil peças de prata com o propósito de reparar a ofensa que lhe causei diante de todos os seus, desse modo, todos saberão que tu és inocente!”.

E em seguida, Abraão orou a Deus e Deus curou Abimeleque, sua mulher e suas servas, a fim de que pudessem novamente ter filhos, pois o Senhor havia tornado estéreis o ventre de todas as mulheres na casa de Abimeleque, por causa de Sara, a esposa de Abraão.

Abimeleque na História de Isaque

Anos mais tarde, no capítulo vinte e seis do Gênesis, há outra referência registrada de Abimeleque:

“Houve naquela região uma época de grande escassez de alimentos, como ocorrera no passado, no tempo de Abraão. Por esse motivo, Isaque foi até a cidade de Gerar, onde Abimeleque era o rei dos filisteus” – Gênesis 26.1.

Isaque se estabeleceu em Gerar, mas assim como acontecerá com Abraão e Sara, quando os homens do lugar o questionavam sobre sua mulher, ele alegou que era a sua irmã, porquanto teve mede de revelar que era sua esposa, pois imaginou que os homens deste lugar pudessem lhe matar por causa de Rebeca, pois era muito bonita, mas Abimeleque viu Isaque acariciando a Rebeca e assim lhe indagou sobre sua mentira e foi advertido alegando que qualquer homem poderia ter-se deitado com ela por conta disso. Posteriormente Abimeleque advertiu a todo o povo:

“Quem tocar neste homem e na sua esposa morrerá” – Gênesis 26.11.

Naquela época Isaque se tornou riquíssimo e poderoso, mais do que eles, levando a Abimeleque a pedir que ele se retirasse daquelas terras, porém mais tarde fizeram uma aliança.

Abimeleque na História de Gideão

No livro de Juízes, no Antigo Testamento do cânon bíblico, entre os capítulos oito e nove, as Sagradas Escrituras nos apresentam um outro Abimeleque, ali ele era um dos filhos que Gideão teve: “Gideão teve setenta filhos, todos gerados por ele, fruto de seus ossos e sua carne, porquanto tinha muitas mulheres. A sua concubina, que morava em Siquém, também lhe deu um filho, a quem ele deu o nome de Abimeleque, que significa ‘Meu Pai é Rei” – Juízes 8.30-31.

Contudo, esse Abimeleque não foi uma boa pessoa e movido de malignidade no seu coração tornou-se um assassino no decorrer de sua vida, bem como morreu assassinado.

O Abimeleque que estávamos falando, após o falecimento de seu pai, tramou a morte dos seus irmãos e para executar seu plano usou dos recursos retirados e recebidos do Templo de Baal-Berite, dado pelos de Siquém que estavam com seus corações dobrados a esse homem, com esses recursos contratou alguns que a Bíblia define como “desocupados e mercenários” que se tornaram seus seguidores e ajudadores na execução do seu plano. O Abimeleque assassinou a todos, exceto seu irmão caçula, chamado Jotão.

Logo após a execução desse plano, ele foi proclamado rei e reinou sobre Israel por um período de três anos, contudo ao final deste tempo, Deus enviou um espírito de discórdia que começou agir por determinação do Eterno entre o rei e o povo, a partir dai os líderes do povo agiram traiçoeiramente contra o rei e isso aconteceu para que o crime cometido contra os seus irmãos fosse devidamente vingado e a responsabilidade pelo injusto derramamento de sangue deles caísse sobre Abimeleque, assim como sobre todas as pessoas de Siquém que colaboraram com ele no massacre de seus familiares.

Abimeleque devastou Siquém

O Abimeleque não teve piedade dos seus irmãos, portanto teria de todos os cidadãos de Siquém? Certamente não. O rei não mediu esforços para dominá-los e impedir que se levantassem contra a sua liderança.

O Abimeleque arrasou a cidade de Siquém alcançando até os que tinham se refugiado na torre pagã de Baal-Berite, como se não bastasse tomou a cidade próxima chamada Tebes e mais uma vez teve a iniciativa de alcançar com fogo a torre que abrigava os refugiados dessa guerra, porém antes que se concretizasse mais essa ação, uma mulher atirou sobre ele uma pedra de moinho que atingiu a sua cabeça rachando o seu crânio.

No mesmo momento, ele chamou um dos seus jovens escudeiros e pediu que lhe assassinasse para que não se tornasse notória a humilhação de ter sido abatido por uma mulher, nesse instante o jovem atravessou a espada sobre Abimeleque e ele veio a óbito.

Nota: Outro Abimeleque se faz menção nas Sagradas Escrituras, no Antigo Testamento, é esse: Abimeleque, filho de Abiatar, era sacerdote – 1º Crônicas 18.16.

[Total: 1    Média: 3/5]

Adicionar comentário

Publicidade