Início » Parábolas de Jesus » Parábola do Grão de Mostarda

Parábola do Grão de Mostarda

ATENÇÃO - Sempre desejou aprofundar seus conhecimentos em Teologia? Programa Teologia Para TODOS Inscrições Abertas

A parábola do grão de mostarda foi contada por Jesus e registrada por três dos quatro evangelistas: Mateus, Marcos e Lucas.

parábola-do-grão-de-mostarda

O grão de mostarda possui umas das menores sementes entre todas as hortaliças, mas o seu crescimento é extraordinário. Estudos dizem, por exemplo, que a mostarda palestina pode crescer até uma altura de quatro metros.

O grão de mostarda e o Reino de Deus

Como um grão de mostarda assim é o Reino de Deus. O Reino de Deus veio de forma simples e humilde por meio de Jesus, filho do carpinteiro na ótica humana, filho de Deus na ótica divina, por seu ministério, a Palavra encarnada, seu crescimento avançou fronteiras e derrubou barreiras, até hoje acontecendo, pelo poder do Espírito Santo – “Contudo, recebereis poder quando o Espírito Santo descer sobre vós, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra” (Atos 1.8).

A parábola do grão de Mostarda

O autor aos Hebreus afirma: “Porquanto a Palavra de Deus é viva e eficaz, mais cortante que qualquer espada de dois gumes; capaz de penetrar até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é sensível para perceber os pensamentos e intenções do coração” (4.12).

Jesus, a Palavra revelada, e a Palavra também nos foi confiada “verbalmente” para ser anunciada. A Palavra é poderosa e alcança onde ninguém mais pode alcançar, por isso ela é como uma pequena semente plantada que expande e dá frutos extraordinários.

A Parábola Segundo escreveu Mateus

“Outra parábola ainda lhes propôs Jesus: O Reino dos céus é como um grão de mostarda, que um homem tomou e plantou em seu campo. Embora seja a menor dentre todas as sementes, quando cresce chega a ser a maior das plantas, e se torna uma árvore, de maneira que as aves do céu vêm aninhar-se em seus ramos” (Mateus 13.31-32).

A Parábola Segundo escreveu Marcos

“E contou-lhes mais: Com o que compararemos o Reino de Deus? Que parábola buscaremos para representa-lo? É como um grão de mostarda, que é a menor das sementes que se planta na terra. Porém, uma vez semeada, cresce e se transforma na maior das hortaliças, com ramos tão grandes, a ponto de as aves do céu poderem abrigar-se sob a sua sombra” (Marcos 4.30-32).

A Parábola Segundo escreveu Lucas

“Então Jesus os questionou: Com o que se assemelha o Reino de Deus? Com o que o compararei? É parecido com o germinar do grão de mostarda que uma pessoa semeou em sua horta. O grão cresceu e se tornou uma árvore, e as aves do céu armaram ninhos sobre seus ramos” (Lucas 13.18-19).

A parábola nos três evangelhos

Apesar de uma linguagem diferente em detalhes natural por causa da ótica de cada autor, nos evangelhos as três discrições são bastante semelhantes, bem como a interpretação é a mesma e simples de entender.

Miguel Leme

Criador do Projeto Gospel, desenvolveu o projeto para levar a palavra de Deus ao máximo de pessoas possível, através da Internet. Juntamente com alguns colaboradores traz “estudos, sermões, histórias, significados entre outras categorias relacionadas”.