Projeto Gospel - Tudo sobre a Bíblia Sagrada
Início » Histórias da Bíblia » História de Golias – Quem foi?

História de Golias – Quem foi?

As crianças reconhecem um pouco da história de Golias quando ouvem o seguinte titulo:

“A história de Davi e Golias” – Suas histórias estão associadas uma a outra. Contudo hoje nós vamos relembrar, reviver e nos aprofundar na história desse gigante derrotado e morto por um jovem ruivo, bronzeado e de boa aparência, que “ninguém botava fé” (1º Samuel 17.42).

historia-de-golias

Golias, Guerreiro e Gigante

Golias, nome de origem edomita, grande guerreiro, era da cidade de Gate, sua altura correspondia a seis côvados e um palmo, isso correspondia a algo tem torno dois metros e noventa e dois centímetros (1º Samuel 17.4).

Alguns enaquins (conhecidos como filhos de Enaque, eram homens gigantes, guerreiros e poderosos) ainda viviam nas regiões de Gate, Gaza e Asdode nessa época, conforme registrado no livro de Josué 11.22:

“Assim, pois, nenhum dos descentes de Enaque foi deixado vivo sobre o território israelita, somente em Gaza, em Gate e em Asdode é que alguns puderam sobreviver”.

Golias tinha um irmão citado nas Sagradas Escrituras, o nome do seu irmão era Lami: “Mais tarde ocorreu outra guerra contra os filisteus e Elanã, filho de Jair, matou Lami, irmão de Golias, o gigante de Gate, que possuía uma lança cuja hasta parecia uma lançadeira de tecelão” (1º Crônicas 20.5).

História de Golias

O Contexto da “aparição de Golias” na história bíblica é esse: “Os filisteus reuniram suas tropas para a batalha. Eles se prepararam para o combate em Socó, de Judá, e acamparam em Efes-Damim, entre Socó e Azeca. Saul e os israelitas acamparam no vale de Elá.

As tropas já estavam em formação de batalha contra os filisteus. Os filisteus ficaram numa montanha, e os israelitas, na outra encosta, tendo um vale entre eles” (1º Samuel 1-3). Isso na época do reinado de Saul.

Características do Golias

Quando Golias se apresentou para guerrear contra o rei Saul e o exercito israelita, ele usava um capacete de bronze e vestia uma couraça de escamas de bronze que pesava sessenta quilos (Estudiosos contam que uma couraça de bronze foi descoberta por arqueólogos em Nuzi, na Mesopotâmia, da época de 1.500 antes de Cristo, usada por um guerreiro gingante, e pesando cerca de cinco mil ciclos, ou setenta quilos), e trazia as pernas protegidas por caneleiras de bronze e carregava nos ombros uma espécie de escudo de bronze com dardo por sobre as costas, as hastes de sua lança era semelhante a uma lançadeira de tecelão, e sua ponta de ferro pesava sete quilos e duzentos gramas (1º Samuel 17.5-7).

Golias e a Tropa dos Filisteus

O Golias surgiu dentre o grupo dos filisteus, ele dominava o cenário ali, era intimidador e da sua posição desafiava e zombava dos israelitas do grupo de Saul fazendo-os sentirem-se covardes e dizendo-lhes que trouxessem um homem de sua tropa para que pudesse duelar com ele, quando eles ouviram o desafio do Golias, ficaram aterrorizados e perderam a esperança que poderiam ganhar aquela batalha. As ameaças de Golias duraram quarenta dias sequentes.

Davi aparece na História

Nesse meio tempo, Davi chegou ao campo de batalha, seus três irmãos mais velhos já estavam compondo o exercito de Saul, num momento em que as duas tropas estavam posicionadas, uma na frente da outra, preparadas para o combate, Davi saudou seus irmãos que estavam na linha de combate e enquanto conversavam o Golias saiu e se pôs à frente das suas fileiras, desafiando os israelitas, como fazia todos os dias e Davi ouviu o que ele disse.

Davi conversando com o homem que estava ao seu lado, um soldado da tropa, ele perguntou qual seria a recompensa para quem matar o Golias e livrar Israel desonra (Afinal, quem era “aquele filisteu” para insultar o exercito do Deus vivo?), ele repetiu para Davi o que todos comentavam sobre o que o rei daria a quem vencesse o Golias (1º Samuel 17.25).

O irmão mais velho de Davi chamava-se Eliabe e ouvindo a conversa entre eles, perdeu a paciência porque ele não queria que Davi estivesse ali.

Davi diante de Saul

As pessoas que estavam ali contaram a Saul que Davi se encontrava no grupo e o rei mandou chama-lo e Davi declarou na sua presença: “Senhor, não perca a esperança. Estou pronto para enfrentar esse filisteu!” (1º Samuel 17.32).

Mas Saul afirmou que Davi não seria capaz de lutar contra o Golias, havia uma diferença muito grande entre eles, no mínimo, era o preparo que um guerreiro do porte de Golias possuía, mas mesmo assim Davi afirmava entre suas palavras que “mataria o filisteu que estava afrontando o ‘exército do Deus vivo’ ali, pois havia a certeza que o Eterno que o livrou das garras do leão e das garras do urso também o livraria das mãos de Golias”.

Davi versus Golias

Depois dessa insistência, Saul concordou com a ação de Davi que pegou o seu “cajado de pastor”, escolheu cinco pedras lisas de um riacho, guardou-as no seu alforje de pastor e, com seu estilingue, se aproximou de Golias.

Ao vê-lo, Golias zombou e o amaldiçoou invocando seus deuses e chamando-o para a guerra, Golias declarou: “Venha! Vou atropelar você e deixar seu corpo para os corvos.

Será um prato cheio para os animais do campo” (1º Samuel 17.44), mas Davi respondeu dizendo que na verdade isso aconteceria com o gigante e que ele se colocava contra o filisteu não em seu nome ou em nome de Saul, mas em nome do Senhor dos Exércitos de quem ele zombava e amaldiçoava, havia a certeza de que no mesmo dia o Deus Eterno entregaria Golias nas mãos dele (Davi).

A Morte de Golias

Seguindo, Davi pegou uma pedra, lançou com o estilingue e atingiu a testa do guerreiro Golias. A pedra lançada por Davi ficou cravada na fronte de Golias e o gigante caiu com o rosto em terra, morto.

A cabeça de Golias foi decapitada e entregue ao rei Saul (1º Samuel 17. 57). Muitos filisteus também morreram nessa batalha atacados pela tropa dos israelitas.

Considerações Finais

O que conta nessa história não era a aparência física ou a experiência de cada um deles, mas sim em quem o coração de cada um estava. Enquanto Golias invocava os seus deuses, Davi estava no único Deus.

Possivelmente Golias era reverenciado e sua vitória era garantida na opinião de todos, em contra partida Davi foi tratado com desprezo por muitos ali, mas no final sabemos que tanto Golias quanto muitos filisteus forem entregues mortos nas mãos de Davi e dos israelitas.

Portanto, a diferença não está na nossa aparência ou experiência pessoal, mas em quem estamos e no nome de quem vivemos e lutamos.

[Total: 2    Média: 2/5]

2 comentários

Publicidade